386

Por que vale a pena viver?

Rita de Cássia Christianini Barbosa*

Nesse mês, motivada pelas ações desenvolvidas pela Comissão de Eventos e pela Educação Continuada/RH do Hospital Estadual de Bauru junto ao público interno, a funcionária Rita de Cássia Christianini Barbosa se inspirou e escreveu um artigo sobre o valor da vida.
Ao longo de setembro, em alusão à campanha #SetembroAmarelo, de prevenção ao suicídio, as equipes do Hospital
entregaram mensagens com foco na valorização da vida, projetaram no refeitório um vídeo com depoimentos dos próprios colaboradores sobre os motivos pelos quais vale a pena viver e promoveram palestras com foco na preservação da vida e na saúde mental. O artigo abaixo foi inspirado em todos os conteúdos e reflexões gerados pelo HEB nesse período. Confira!


.................................
Poderia enumerar vários motivos e dizer que vale a pena viver: porque vivemos cercados de uma beleza da natureza muito especial, porque temos amigos, porque alguém me ama, porque eu amo alguém, porque vivo em um país onde tenho liberdade de ir e vir, liberdade de expressão, etc.

Mesmo com tantas coisas boas que temos à nossa volta, precisamos estar cientes de que o ser humano não pode viver isolado e tem a necessidade de estar cercado de pessoas. Sabemos disso porque precisamos de ajuda para nascer, para comer a papinha, para dar os primeiros passos, para aprender a andar de bicicleta, para ir à escola quando criança, até mesmo quando morremos alguém nos carrega. Todos vivemos em sociedade e para isso temos que entender que seguir algumas regras básicas são necessárias para que haja ordem em casa, na escola, no trabalho e até mesmo no lazer.

No meu entendimento 5 regras básicas são importantes:

  1. TEMPO X SABEDORIA - Todos os dias ganhamos uma nova recarga de 24 horas na jornada da vida. Desde que nascemos o nosso relógio cronológico está em contagem regressiva, e precisamos usar com SABEDORIA O NOSSO TEMPO. Escolha os compromissos com sabedoria. Equilibrar os dois lados do tempo pode parecer uma missão quase impossível. Delegue tarefas e elimine distrações.

  2. JORNADA X MOVIMENTO - A vida é como uma corrente de água num constante movimento, portanto, estar em movimento é a regra principal da vida como uma engrenagem. Nosso corpo precisa se mexer, somos como o sangue que corre em nossas veias. Se o sangue parar de circular os órgãos internos começam a atrofiar e morrem. Até mesmo para respirar dependemos de músculos se movimentando. A respiração é normalmente automática, controlada inconscientemente pelo centro respiratório localizado na base do cérebro. Desse centro partem os nervos responsáveis pela contração dos músculos respiratórios (diafragma e músculos intercostais). A nossa mente também precisa estar em atividade aprendendo todos os dias para não atrofiar, mantendo sempre uma retrospectiva e observância em nosso emocional. Alimentando nossa mente com pensamentos que nos traz esperança.
    “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.”  (Ap. Paulo) Não podemos esquecer do nosso espírito que precisa ser bem alimentado com esperança e fé para não ficar cético e vazio.
  1. AMOR X COISAS - Todo ser humano necessita ser amado. Gosta de ser mimado, bajulado, paparicado. Tudo isso é muito bom, mas é preciso saber que amor incondicional nesta vida só existe um, e geralmente vem dos nossos pais, e quando isso não acontece existe uma carência, uma ferida aberta que a pessoa carrega dentro dela e mesmo quando se torna adulta continua com seu “tanque de amor” vazio. A criança que não tem a atenção dos pais e tem pouco afeto no dia a dia, desenvolve facilmente um caráter arrogante. Então vai em busca de um parceiro(a) que preencha esse vazio, e em sua mente cria expectativas elevadas. Quando não correspondido se frustra e joga toda culpa no parceiro(a).

  2. SERVIR X PRÓXIMO - A regra da natureza é servir. “O sol não brilha para si mesmo, os rios não bebem da sua própria água, as árvores não comem os seus próprios frutos.” (Papa Francisco). Não existe amor ao próximo sem servir, pois amor é atitude e não são coisas.  Gostamos de ser servidos, mas não gostamos de servir. Dizemos que amamos, mas preferimos dar coisas do que servir quem amamos. Não servir as pessoas é uma forma de egoísmo, e não aceitar ser servido é arrogância.

  3. HUMILDADE X MATURIDADE - A arrogância é inimiga da sabedoria e nos faz refém de nossos próprios erros, gerando mágoas naqueles que amamos. Somos traídos por nós mesmos quando não reconhecemos que é hora de pedir perdão e mudar a rota da nossa vida, pois a sabedoria saiu pela porta da frente nos deixando frustrados e isolados. Mas nossa jornada é um constante aprendizado devemos ser humildes e escutar conselhos. Assim, então, ganhamos mais uma recarga de 24 horas que é chamada de presente, e assim temos a chance de recomeçar e viver um novo dia de forma diferente.

.............................................
*Rita de Cássia Christianini Barbosa é porteira do Hospital Estadual de Bauru